menu de ícones

slide


Tentativa de Resenha: O Melhor de Mim - Nicholas Sparks

Autor: Nicholas Sparks - Editora: Arqueiro - Páginas: 272

Na primavera de 1984, os estudantes Amanda Collier e Dawson Cole se apaixonaram perdidamente. Embora vivessem em mundos muito diferentes, o amor que sentiam um pelo outro parecia forte o bastante para desafiar todas as convenções de Oriental, a pequena cidade em que moravam. Nascido em uma família de criminosos, o solitário Dawson acreditava que seu sentimento por Amanda lhe daria a força necessária para fugir do destino sombrio que parecia traçado para ele. Ela, uma garota bonita e de família tradicional, que sonhava entrar para uma universidade de renome, via no namorado um porto seguro para toda a sua paixão e seu espírito livre. Infelizmente, quando o verão do último ano de escola chegou ao fim, a realidade os separou de maneira cruel e implacável. Vinte e cinco anos depois, eles estão de volta a Oriental para o velório de Tuck Hostetler, o homem que um dia abrigou Dawson, acobertou o namoro do casal e acabou se tornando o melhor amigo dos dois. Seguindo as instruções de cartas deixadas por Tuck, o casal redescobrirá sentimentos sufocados há décadas. Após tanto tempo afastados, Amanda e Dawson irão perceber que não tiveram a vida que esperavam e que nunca conseguiram esquecer o primeiro amor. Um único fim de semana juntos e talvez seus destinos mudem para sempre. Num romance envolvente, Nicholas Sparks mostra toda a sua habilidade de contador de histórias e reafirma que o amor é a força mais poderosa do Universo - e que, quando duas pessoas se amam, nem a distância nem o tempo podem separá-las.
Conforme a sinopse, Dawson e Amanda são duas pessoas que se encontram anos depois de ter vivido um grande amor na adolescência.
Ela, depois do fim do namoro, fez faculdade, seguiu sua vida formando uma família e saindo de Oriental para se estabelecer em Durham. Porém ele, jamais esqueceu a moça e seguiu sua vida mais como uma obrigação. Passou por muitas coisas, foi preso e se mudou para a Louisiana onde se estabeleceu, solteiro e trabalhando em uma plataforma no meio do mar.
Tanto Amanda como Dawson, na época do namoro, fizeram uma amizade com Tuck Hostetler, o homem dono de uma oficina que deu abrigo a Dawson quando fugia da própria família, onde todos eram criminosos. Tuck veio a falecer e o advogado dele, Dr. Tanner, convoca Amanda e Dawson para uma reunião em Oriental para tratar sobre a morte do velho.
Ao chegarem lá, ocorre o reencontro e um dilema se forma nesse momento, o dilema que vai fazer a história se desenrolar: "o primeiro amor deixa marcas para a vida inteira". 
A história é cheia de controvérsias, que enchem a vida dos personagens de obstáculos que os impedem de ficarem juntos e, como qualquer romance, eles tem que lutar pelo amor e blá, blá, blá. No final tem uma grande surpresa que me deixou a pensar que aquilo era o que valia na história, mas depois eu vim a entender que o final não funcionou como o autor provavelmente quis, ou seja, fazer uma pequena filosofia sobre a vida mas sim, o que me fez não simpatizar com a história me deixando sem tantos elogios a dar. 

Eu não gostei desse enredo, na realidade a ideia é boa, da para desenvolver algo muito bom, mas nesse caso, ele usou muitos detalhes desnecessários o que tornou a leitura muito cansativa. Há muita descrição da rotina dos personagens o que é muito chato na minha opinião. Eu gosto de história, ação, suspense, quando o autor nos prende e se torna impossível soltar o livro. Nesse caso, eu demorei muito para ler, eu não conseguia ler sem ficar com sono e, por causa disso eu me atrasei, atrasei essa resenha e quase estraguei minha programação de leituras. 

Mas, no geral, é um bom livro principalmente para quem gosta de romances. Eu não sou a certa pessoa para vocês levarem a opinião totalmente em conta porque eu não sou fã de romances, são muito poucos os que me agradam. Então que fique claro que, para quem tem o mesmo gosto que eu, essa não é uma boa escolha. Para as românticas de plantão, vão em frente que o livro é ótimo.


Um fato que eu gostei nesse livro, são algumas frases bem interessantes como:

"O arrependimento suga a vida das pessoas"
"Sei que nessa vida, é inevitável magoarmos pessoas inocentes por conta das decisões que tomamos"

Enfim... Minha nota para esse livro é:
5

É uma nota bem baixa, eu sei, e eu realmente espero não ter de dar notas parecidas a outros livros do Nicholas. 
Por hoje é isso, quem já leu O Melhor de Mim, deixe ai nos comentário o que vocês acharam, se concordam ou não comigo, e também a opinião de vocês sobre esta resenha, pois isso é extremamente importante para estar sempre melhorando a qualidade do que fazemos para vocês. Super beijo e... Até logo!





4 comentários

  1. Oi,

    Sou meio louca pelo Nicholas, já li dois livros dele, um eu gostei e outro o que salvou foi o final, concordo com você, no que diz respeito a descrição dos lugares, fica muito cansativo, e deixa com muito sono, sou romântica de plantão, mas o tio Nicholas anda dando umas derrapadas em relação ao seus livros.

    Mayla
    http://meulivromeutudo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. haha, concordo. Derrapadas feias por sinal!

      Beijo!

      Excluir
  2. Não tenho vontade de ler os livros desse autor, acho-os meio melosos e açúcar ao extremo me enjoa. Adoro romances, não desminto, mas existe algo nas premissas dele que não me atrai.

    memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. São bem ilusórios, na minha opinião. Criam a imagem de um homem perfeito que não existe. Com as personagens femininas nem tanto, mas os homens são sempre assim... Existem romances mil vezes melhores que os de Nicholas Sparks com certeza, não entendo muito bem o motivo de tanta fama.

      Excluir