menu de ícones

slide


RESENHA: PARA SEMPRE SUA "CROSSFIRE 3"

Olá leitores!
Todos devem estar se perguntando: "Crossfire era uma trilogia, porque virou uma série?"
Gente, eu tenho alguns palpites sobre isso e oque eu penso não é nada bom. 
Eu particularmente amei Toda Sua e Profundamente Sua. A autora poderia muito bem ter terminado com uma trilogia. Mas a autora não foi tão feliz assim nesse terceiro livro. É com certeza uma relação de amor e ódio. Amor: Pela linda história de Gideon e Eva, que mesmo com seus traumas, conseguiram seguir em frente e ele demonstrou um amor incondicional por ela. Ódio: A autora estragou totalmente o encanto a magia desse amor. O livro virou mais um pornô barato, sem qualquer conteúdo que faça os leitores sentir vontade de ler os outros dois livros a seguir. Sim, serão 5 livros ao total.
Bom, vamos começar a breve resenha então?

A partir do momento que conheci Gideon Cross, vi nele algo que precisava. Algo que não podia resistir. Eu vi a alma perigosa e danificada — muito parecida com a minha. Eu estava atraída por isso. Eu precisava dele, tanto quanto precisava que meu coração batesse. Ninguém sabe o quanto ele arriscou por mim. O quanto fui ameaçada, ou quão sombria e desesperada a sombra de nosso passado se tornaria. Entrelaçados por nossos segredos, nós tentamos desafiar as probabilidades. Nós fizemos nossas próprias regras e nos rendemos completamente ao poder requintado da posse…





Nesse terceiro volume da série, Gideon e Eva tentam lidar com suas emoções após ele ter assassinado Nathan, o filho do seu padrasto que a violentava quando ainda era uma criança. 

Gideon e Eva fingem se afastar um do outro para não levantar suspeitas. Acontece que nesse livro encontramos um Gideon vulnerável, meloso e extremamente pegajoso. "Coisa que ele não era nos outros dois livros da série".

Eva está cada vez mais chata. Como ela sempre foi na minha opinião. 
Sempre insegura mesmo com as mais belas declarações de Gideon para ela. 

Cary quase não aparece na trama. É como se ele nem existisse aqui coitado. Senti muita falta dele.

Temos algumas surpresas com os pais de Eva e Corinne. Realmente, essa Corinne me tira do sério. 

O livro é realmente muito bem escrito. Uma riqueza de detalhes extremamente chocante. Muitas das cenas eu mesma achei que Gideon iria se materializar na minha frente. Mas a autora exagerou na dose nas partes picantes, com muitos palavrões e putaria total. Praticamente 90% do livro foi só sexo. Enjoativo e sem conteúdo. Eu não acredito que duas pessoas consiga fazer isso o tempo toto em horário integral. (rsrsrs).

O final do livro me deu uma sensação extranha. Uma sensação de tipo: " Eu não acredito que foi só isso!"
Eu esperava mais. Muito mais. Fiquei arrasada e decepcionada. Mas, como sou muito fã de Crossfire, vou dar uma segunda chance a série para que ela possa me surpreender, pois sei que a autora tem muitas coisas que valem a pena serem contadas nessa história. 

Quero saber como Gideon superará seus traumas de infância e seus sonhos violentos. Se Eva vai parar de ser tão irritante, se Corinne vai se tocar e cair fora, Se Cary sai de cima do muro e decide se ele quer a Tatiana ou o namorado.... são muitas histórias paralelas e que tenho certeza que se a autora explorasse, seria mais sucesso do que colocar 90% de putaria no livro.

Para quem não leu e ficou com medo dessa minha resenha, eu só tenho a dizer: "Leia, por mais brochante que tenha sido esse livro, espero sinceramente que os outros dois valham a pena"

11 comentários

  1. Adorei seu blog! Estou seguindo.

    Isa
    http://www.verbosdiversos.com/

    ResponderExcluir
  2. Tenho que ser sincera com você, não li sua resenha por medo de spoilers, pois ainda pretendo ler os livros. Gostei muito de seu blog, já estou seguindo!

    http://livraticos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Elaine!!

    Estes livros estão em minha lista de leitura, mas infelizmente, pela sua resenha, vi que acontece com eles o que sempre temo nas trilogias ou séries: A necessidade de "encher" a estória e dar conteúdo, às vezes o autor se perde e foge do cerne do enredo... uma pena. Não vou retirar da lista, mas agora acho que vou passar outros na frente... (:

    Gostei de seu blog e estou seguindo, além de participar da promoção! Haha

    Beijos. Boas leituras, sempre!

    http://escrev-arte.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi Nadja, obrigada!!!
    É realmente decepcionante, mas não deixe de ler não!!!
    Bjus!

    ResponderExcluir
  5. Olá Elaine,

    Bom a princípio quando li o Toda Sua, achei que ela copiou demais o 50 tons, apesar de a autora não explorar tanto o mundo S&M quanto a E.L. James, ela praticamente só mudou o nome dos personagens e Kate por Cary rs. No Segundo eu me apaixonei pela história, realmente achei que ela havia superado Ana e Christian, ela deu uma reviravolta e mudou meus conceitos. Mas ao tornar a trilogia em série ela já me desmotivou novamente, ainda mais com esse 3º livro broxante, concordo plenamente com você a respeito das histórias paralelas, senti muuuuita falta de Cary, pra mim ele dava graça a trama, sem contar que esse esta redundante demais. Nem sei se vou ler os outros 2, preciso saber o final da história, mas Cary Pai e Gideon com fio terra foi demais, ela apelou muito.
    Enfim vou esperar e ler suas resenhas dos próximos rs, amei o blog.
    Beijos!
    Thay

    ResponderExcluir
  6. Elaine,

    Adorei sua resenha, mas queria dizer que também gostaria de saberr o que aconteceu com Megume... Nesse livro ela foi comentada bem mais que Cary e de repente sumiu...

    Abraço

    ResponderExcluir
  7. Ele livro é estilo 50 tons de cinza ? Já me deixou com menos vontade de ler :/

    ResponderExcluir
  8. tbem fiquei decepcionada ao terminar o terceiro livro, espero que os outros dois me surpreenda e que não demorem muito ser publicado.

    ResponderExcluir
  9. Adorei o blog meninas! Parabéns

    ResponderExcluir